Edital 03/2010 (Tecnologia da Informação)

O projeto consiste em pesquisa aplicada ao desenvolvimento e aperfeiçoamento de Sistema de Informação Geográfica (SIG) onde seu uso prevê suporte às análises espaciais integradas a partir de dados sociais e econômicos. Tal pesquisa proporcionará, de forma objetiva, projetar um SIG institucional para uso imediato à gestão pública, visando aspectos funcionais relativos ao desenvolvimento territorial, em escala regional. Diante de marcante experiência do coordenador na área de Mapeamento Digital, inclusive com investidas em pesquisas aplicadas envolvendo o plano urbano do Complexo Portuário do Açu, onde as transformações espaciais foram apontadas como itens importantes para compor o contexto dos impactos ambientais e econômicos dos empreendimentos do complexo (porto, mineroduto, siderúrgica, pátios e terminais de granéis, cimenteira, usina termoelétrica, pátio especial de armazenamento de etanol, ponto de acesso, terminal de produtos siderúrgicos, terminal de Gás Natural Liqüefeito, etc…) no norte-fluminense, está sendo proposta essa pesquisa aplicada tendo como referência o que já foi feito naquela região. Mapeamentos digitais apoiados por SIG permitem potencializar gestão de empreendimentos na indústria, com base em unidades territoriais, com forte oportunidade em inovação tecnológica, tanto na ferramenta do SIG, como em sua aplicação junto às plataformas públicas. É possível, a partir de dados do IBGE (PNAD e POF), afirmar que as implicações dos empreendimentos locais e regionais (Seropédica e adjacências) obrigarão estudos antecipados sobre aspectos relevantes da ocupação e uso da Terra, por exemplo. Essa meta pode ser atingida por meio de SIG institucionais, com uso intensivo e amplo no campo do desenvolvimento da indústria e seus ramos: de base, de transformação, extrativa, leve e pesada. O projeto consiste em pesquisa aplicada ao desenvolvimento e aperfeiçoamento de Sistema de Informação Geográfica (SIG) onde seu uso prevê suporte às análises espaciais integradas a partir de dados sociais e econômicos. Tal pesquisa proporcionará, de forma objetiva, projetar um SIG institucional para uso imediato à gestão pública, visando aspectos funcionais relativos ao desenvolvimento territorial, em escala regional. Metodologia será desenvolvida com foco na espacialização de aspectos dinâmicos da localização, extensão e distribuição das indústrias hoje instaladas na porção oeste da Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Será realizado levantamento de requisitos para o projeto do SIG e seus serviços básicos de consultas e atualizações, onde dados textuais e numéricos serão vinculados a feições geográficas. O comportamento dos objetos geográficos a serem mapeados será também considerado, uma vez que possuem o caráter dinâmico. Diante das intervenções de obras de engenharia com maior concentração nos municípios de Seropédica, Itaguaí e Rio de Janeiro, o SIG tratará dos impactos econômicos de grandes empreendimentos, com destaque:

Arco Rodoviário Metropolitano do Rio de Janeiro

Outras obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal

Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA)

Casa da Moeda

Porto de Sepetiba

Usina Termoelétrica de FURNAS / Santa Cruz

Obras relativas às Olimpíadas de 2016 e Copa do Mundo de 2014

Etc…

Serão gerados cenários indicativos de fluxos e processos no campo da indústria na região de estudo envolvendo os seguintes itens: matéria-prima, fornecedores, escoamento de produção, logística operacional, alimentação, geração de empregos, assentamentos humanos e habitação, infraestrutura e equipamento urbanos, sistemas e vias de transportes públicos, rejeitos industriais, impactos ambientais, pontos de vendas, etc…, através da identificação dos setores da economia impulsionadores do desenvolvimento territorial.

Resultados do projeto www.georeferencial.com.br/old.

Comments are closed.